Qualidade do Ar

As estimativas sobre os efeitos na saúde humana provocados pela exposição à poluição atmosférica no ar ambiente exterior, publicadas no relatório da Agência Europeia do Ambiente em 2016 (http://www.eea.europa.eu/publications/air-quality-in-europe-2016), indicam que as concentrações de partículas (PM2,5) em 2013 foram responsáveis pela morte prematura a cerca de 436 mil pessoas na União Europeia (UE).

A estimativa de mortes prematuras na UE provocadas pela exposição a dióxido de azoto (NO2) e a ozono (O3) indica cerca de 68 mil e 16 mil mortes prematuras por ano, respectivamente.

A qualidade do ar que respiramos em recintos fechados também tem um impacte direto na nossa saúde. A Organização Mundial de Saúde aponta para a necessidade do controlo da qualidade do ar interior, uma vez que passamos cada vez mais tempo no interior de edifícios.

Áreas de investigação

  • Qualidade de ar no interior dos edifícios
  • Qualidade do ar ambiente exterior
  • Desenvolvimento de ferramentas de apoio à decisão
  • Desenvolvimento de equipamentos de medição de poluentes atmosféricos
  • Alterações climáticas
English EN Portuguese PT Spanish ES